Testando: Batom Vinhom, Quem disse Berenice

Testando: Batom Vinhom, Quem disse Berenice

Pedi um batom vinho de amigo oculto no ano passado! Fiquei vendo algumas fotos, algumas pessoas e inspirações com o batom vinho e decidi que queria um pra mim. Ganhei um da Quem Disse Berenice, que tem alguns tons de vinho, batons com o preço em conta e são muito fáceis de achar.

Esse é o Vinhom, que tem cobertura matte. Ele é um vinho bem fechado, chega até a ser um pouco “vampire” porque puxa para o preto/marrom e não para o vermelho. A pigmentação dele não é maravilhosa e eu achei que em mim ficou muito escura. O que fiz em #offpost e deu um resultado legal foi misturar com um batom vermelho aberto, o resultado foi um vinho mais puxado para o bordô, bem mais usável.

Mas como usar batom vinho?

Existem muitos tons de vinho, aqueles mais puxados para o vermelho, alguns para o roxo e outros para um tom mais escuro, quase preto. Existem coberturas cremosas, cintilantes e matte, cabe a cada um escolher o que fica melhor em você. Eu, particularmente prefiro a cobertura matte e depois a cremosa pela durabilidade maior e acabamento mais discreto. Em qualquer um desses casos, acho que uma maquiagem com batom vinho pede discrição nos olhos, nada de sombra colorida e nem pele pesada demais. Para um clipe ou para um editorial? Ok, mas para a vida real, não.

Pra quem tem a pele mais clarinha, talvez possa ficar com uma aparência mais “gótica”, então o restante da produção trazer um pouco de leveza conta muito – roupa, cabelo, acessórios. Pra morenas, o tom puxado para o vermelho fica maravilhoso.

Essa experiência inicial de ter um batom roxo, mais baratinho, mesmo que eu não use o batom sozinho foi bastante benéfica. Dificilmente eu compraria uma cor de batom dessa cor sem antes fazer algumas experiências. Agora o próximo da lista é o Diva!  

Deixe uma resposta

Desenvolvido e mantido por | Blog de Beleza